Hickinbotham Clarendon Vineyard

Hickinbotham Clarendon Vineyard

Os vinhedos da Hickinbotham’s Clarendon Vineyard são cultivado desde meados dos anos 1800, época em que estava nas mãos de Sir Edward John Peake, um dos primeiros exportadores de vinho Australiano para Calcutá, Java, Nova Zelândia, e Inglaterra.

Durante a Grande Depressão, a maioria das vinhas da herdade foram arrancadas e somente várias décadas depois é que o património foi recuperado sob o poder da família Hickinbotham. O wine educator Alan Hichinbotham comprou a a propriedade por 54,000 Dólares e durante muitos anos a herdade forneceu uvas de alta qualidade a prestigiados produtores australianos, incluindo a Penfolds para o seu icónico vinho Grange.

Desde 2012, o enólogo Christopher Carpenter tem estado ao leme desta histórica vinícola e tem ajudado a guiar a propriedade numa nova direção. Isto incluiu a criação Hickinbotham Clarendon Vineyard em honra da família que desempenhou um papel crucial no desenvolvimento deste excepcional local de produção de uvas.

O mais emblemático vinho da Hickinbotham é o The Peake, que obteve o seu nome em honra de Sir Edward John Peake, responsável pelo desenvolvimento do vinhedo original em Clarendon. Produzido com as uvas de melhor qualidade do legendário vinhedo de Clarendon, esta magnífica mistura de Cabernet Sauvignon com Shiraz tem um legião de fãs que incluem colecionadores e entusiastas de vinhos.

As cepas utilizadas para o The Peake remontam ao ano de 1971 e estão plantadas a 220-230 metros acima do nível do mar. Isto ajuda bastante a garantir que as uvas maduras tenham um carácter equilibrado pela acidez e uma estrutura bem definida, que fará com que o vinho envelheça adequadamente nas próximas décadas. Com apenas 135 caixas de vinho produzidas a cada colheita, o número limitado e qualidade excepcional fazem com que este vinho seja um vinho a tomar em atenção por parte dos investidores.

« | »
Wine Library